O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

requisitos

Poderão fazer o curso de piloto (avião ou helicóptero) as pessoas, de ambos os sexos, que tenham no mínimo 16 anos e, pelo menos, 1º grau completo ou equivalente, podendo realizar a banca da ANAC com 17 anos.

Para adquirir a habilitação de Piloto Privado deverá ter 18 anos para a realização do voo de cheque.

Piloto privado

Para início na carreira, todo piloto deve passar pelo curso de piloto privado.

Os livros didáticos proporcionam, em todos os pontos do território nacional, recursos didáticos para que o sonho profissional de voar ou fazer voar seja conseguido, eliminando barreiras como a distância, horário disponível para estudos, material didático, proporcionando com baixo custo, abrir as portas da aviação para o verdadeiro talento, transformando o sonho em realidade.

Para o aluno iniciar suas atividades aéreas deve ser obtido o Certificado de Capacitação Física (CCF). O candidato deve ir a escola homologada pela ANAC e solicitar uma carta de encaminhamento ao órgão competente para realizar o exame médico. Sem o Certificado de Capacitação Física (CCF) o aluno ou profissional, não poderá exercer nenhuma atividade relacionada à aviação.

 

INSTRUÇÃO TEÓRICA Básica:

Meteorologia Aeronáutica.

Motores e Conhecimentos Técnicos de Aeronaves.

Navegação Aérea IFR.

Regulamentos de Tráfego Aéreo IFR.

Teoria de Vôo e Aerodinâmica de Alta Velocidade.

Cct, ccf e cht:

Para obter-se o Certificado de Conhecimentos Teóricos (CCT) é necessária à aprovação em uma prova aplicada pela Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) que contém 20 questões de cada matéria, na qual o aproveitamento mínimo deve ser de 70% de cada matéria, ou seja, 14 questões.

Embora para Piloto Privado não seja obrigatório fazer o curso para obtenção do CCT, podendo o aluno estudar sozinho para fazer a prova. Mediante a aprovação em exames prestados para a ANAC e de posse do Certificado de Conhecimentos Teóricos - CCT deve começar a parte prática, o aluno deve voar no mínimo 35 horas em um aeroclube homologado pela ANAC.

Mas antes de começar a voar é necessário ter o Certificado de Capacitação Física (CCF), que deve ser obtido em uma Junta Especial de Saúde (JES) do ministério da aeronáutica. Tal certificado possui duas categorias:

 

1a Classe: Destinado a pilotos comerciais, com validade de 1 ano.

 

2a Classe: Destinado a pilotos privados, com validade de 2 anos.

 

Com o CCF em mãos o piloto-aluno já pode iniciar a parte prática que inclui treinamento de curvas, subidas, descidas, estóis, emergências, decolagem, pouso, entre outros.

Feita as horas necessárias o piloto-aluno é submetido ao chamado "check", que é um vôo de aproximadamente 01 hora no qual é verificada sua habilidade aprendida durante o curso. Aprovado no seu "vôo de check" o até então piloto-aluno receberá sua licença de Piloto Privado de Avião, habilitando-o a voar aeronaves monomotoras, desde que não seja de maneira comercial ou remunerada.

Cumprida a instrução prática e teórica no equipamento, deverá solicitar, através da Gerência Regional (GER), o cheque em vôo por profissionais credenciados pela ANAC do seu piloto-aluno, para a posterior emissão do Certificado de Habilitação Técnica de Piloto Privado (CHT).

 

 

texto adaptado do portal info aviação

2015 Dr.Giuliano Cruz Barretto - Av. Cel Prates, 348 - 6º andar - Sala 613 - Edifício Athenas
Centro - Montes Claros - MG - Tel (38) 3216-9514