O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Glossário da aviação

 

Cabrar

Puxar o manche para a aeronave subir.

 

Call outs

Chamadas padronizadas, em voz alta, proferidas pela tripulação técnica principalmente durante as fases de decolagem e aproximação.

 

Canopi

Armação de vidro móvel que funciona como porta de acesso e proteção da cabine de comando.

 

Carga G

1G é a força com que uma pessoa é atraída para a Terra. Os movimentos de aceleração e a inércia durante as manobras alteram esse número. Uma pessoa com 70 quilos, sofrendo uma carga de 3G durante a execução de um looping, terá o seu peso aumentado para 210 quilos. Uma curva de zero G imita a sensação de uma ambiente sem gravidade.

 

Cavok (Ceiling and Visibility OK)

Visibilidade horizontal maior que 10 km, ausência de precipitações e nenhuma nuvem abaixo de 1.500 metros.

 

CDI (Course Deviation Indicator)

Indicador de desvio de curso; indica proa ou proas que a aeronave deve tomar para interceptar um curso previamente selecionado.

 

CDU (Control Display Unit)

Teclado através do qual o piloto insere informações de rota e performance da aeronave no sistema FMS.

 

CENIPA

Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos.

 

Chandelle

Curva ascendente de 180 graus, ganhando o máximo de altitude.

 

Cíclico

Controle direcional do helicóptero.

 

CFIT (Controlled Flight Into Terrain)

Trata-se da ocorrência na qual uma aeronave, em condições de vôo totalmente controlado, colide com o terreno, água ou obstáculo, sem que a tripulação tenha percepção do fato. A característica mais marcante do CFIT reside no fato de que o período de vôo que antecede à colisão se desenvolve de modo totalmente controlado.

 

CG

Centro de gravidade.

 

Charlie

Palavra do alfabeto utilizado na aviação comercial para designar a letra “C”.

 

CHT (Cylinder Head Temperature)

Temperatura na Cabeça do Cilindro.

 

Climb Thrust

Potência para regime de ascensão.

 

Coletivo

Controle principal de potência para movimento vertical do helicóptero.

 

Compensador de arfagem (trim tab)

Superfícies no bordo de fuga do leme e profundores que têm a finalidade de reduzir a quantidade de força aplicada aos comandos da aeronave e ajuda a diminuir tendências indesejáveis ao vôo.

 

CONC

Sigla para concreto na classificação do pavimento (PCN).

 

Corda

Linha reta que liga o bordo de ataque ao bordo de fuga.

 

Cowl-flap

Portinhola controlada pelo piloto utilizada para refrigeração do motor.

 

CPDLC (Controller Pilot Data Link Communications)

Transmissão de mensagens via datalink entre órgãos de controle ou companhia diretamente ao FMS no cockpit.

 

CRM (Crew Resource Management)

Gerenciamento dos recursos de cabine, hoje aplicado a todos os setores da companhia.

 

Cross-bar

Guia para navegação horizontal e vertical do sistema Flight Director.

 

Cumulonimbus (CB)

Nuvem de grande desenvolvimento vertical, de trovoada, com ocorrência de descargas elétricas, pancadas de chuva ou granizo, correntes ascendentes e descendentes.

 

Curva base

Segmento de aproximação para pouso, quando a aeronave curva para interceptar a final da pista em uso.

 

 

2015 Dr.Giuliano Cruz Barretto - Av. Cel Prates, 348 - 6º andar - Sala 613 - Edifício Athenas
Centro - Montes Claros - MG - Tel (38) 3216-9514